R. Fernão Dias, 14
Cajamar - São Paulo - SP

Blog

gerador de nitrogênio indústria plástica injeção assistida a gás
Os comentários estão desativados

Gerador de nitrogênio on site na indústria do plástico: eficiência e economia na injeção assistida a gás

gerador de nitrogênio indústria plástica injeção assistida a gás

Um gerador de nitrogênio on site (no local da aplicação) torna, para a indústria plástica, a moldagem por injeção assistida a gás uma alternativa ainda mais eficiente e econômica em relação à convencional moldagem por injeção de plástico.

A injeção assistida a gás utiliza, geralmente, nitrogênio para pressurizar o molde, reduzindo o desperdício de material e encurtando os tempos de ciclo, com melhora na qualidade do produto.

Na moldagem por injeção de plástico, o preenchimento e pressurização das cavidades, para se atingir o formato desejado, é realizado com um material líquido (resina fundida, plástico derretido etc.). Podem ocorrer inconsistências na pressão e o congelamento antes que a peça esteja totalmente formada, gerando elevada taxa de defeitos, principalmente em objetos com paredes finas e nervuras.

Na moldagem por injeção assistida a gás, o nitrogênio é usado para empurrar uma quantidade menor de resina até as extremidades do molde e exercer uma pressão que mantém o interior da peça oco.

Este processo garante: economia de material, que reduz custos e impactos ao meio ambiente; redução do risco de defeitos (empenamento, rechupes etc.); diminuição da força de fechamento; menor tempo de ciclo, pois diminui a quantidade de massa para resfriar no final do processo; produtos mais leves mantendo a robustez; e aumento de possibilidades relacionadas a design, num mercado que demanda peças cada vez menores e mais complexas.

Por que o nitrogênio é o mais utilizado pela indústria plástica na injeção assistida a gás?

O N2 é mais utilizado na injeção assistida a gás por ser inerte e fácil de se obter, garantindo o melhor custo-benefício.

O gerador de nitrogênio NitroMax, da Metalplan, produz o gás no local da aplicação a partir do ar comprimido. O N2 compõe aproximadamente 78% do ar atmosférico. A tecnologia PSA – Pressure Swing Adsorption permite separar e preparar este gás para uso de acordo com a demanda. Assim, o usuário tem nitrogênio sempre disponível.

A geração on site consiste, resumidamente, em captar, comprimir e tratar o ar, por meio de compressor, filtros e secador, conduzindo-o ao gerador, que separa as moléculas de oxigênio das de N2.

usina geradora de nitrogênio on site nitromax metalplan gerador de n2

O NitroMax produz o gás com nível de pureza de até 99,999%. Cada equipamento é customizado para atender às necessidades específicas do usuário em termos de pureza, pressão, vazão, layout, segurança e eletrônica embarcada.

O retorno do investimento em um gerador de nitrogênio on site geralmente ocorre entre 18 e 24 meses, de acordo com a quantidade de N2 consumida. No entanto, há casos em que o payback supera, de longe, essa estimativa, ocorrendo em apenas seis meses.

Entre em contato com nossos especialistas e conheça todas as vantagens do NitroMax e das demais soluções da Metalplan para garantir máxima qualidade e eficiência na indústria plástica.

Compartilhe:
Leituras relacionadas
energia elétrica ar comprimido
Conheça as 9 maiores causas do desperdício de energia elétrica no sistema de ar comprimido
dicas sala de compressores ar comprimido
Ar comprimido para operações industriais: dica para definir um sistema que evita paradas de produção
geração de nitrogênio no local da aplicação a partir do ar comprimido gerador
Gerador de nitrogênio on site recebe incentivos do Fundo Clima
chiller industrial polar metalplan chillers
Fundo Clima: chillers de alta eficiência energética podem ser 100% financiados com prazo de até 16 anos