Corrosão zero
Vazamento zero
Mínima perda de carga
AirLine
Redes de Ar Comprimido
100% em alumínio
A SAIPEM fornece toda a tubulação submarina do Pré-Sal.
A Metalplan forneceu toda a tubulação de ar comprimido
em alumínio (AirLine) da fábrica da SAIPEM, no Guarujá.
A SAIPEM ESCOLHEU A METALPLAN

AGUARDAMOS SEU CONTATO

    *Campos obrigatórios

    AIRLINE

    TUBOS E CONEXÕES 100% EM ALUMÍNIO

    AirLine é o único sistema de tubos e conexões para redes de ar comprimido 100% em alumínio, uma exclusividade da Metalplan.

    Com AirLine, o prazo para a execução de uma rede é radicalmente inferior ao de qualquer outro sistema, a garantia contra vazamentos é total, a perda de carga é mínima, a corrosão é zero e sua economia é máxima!

    MONTE, DESMONTE E REMONTE QUANTAS VEZES QUISER

    VAZAMENTO ZERO

    • Não sofre corrosão.
    • Não vaza nos tubos.
    • Não vaza nas conexões.

    DISPENSA O USO DE FERRAMENTAS ESPECIAIS E IMPEDE VAZAMENTOS

    MÍNIMA PERDA DE CARGA

    • Superfície interna ultralisa reduz a turbulência do fluxo.
    • Baixo número de Reynolds.
    • Economia de energia.

    CORROSÃO ZERO

    • Manutenção zero.
    • Aumenta a vida útil dos tubos e conexões.

    MONTAGEM 70% + VELOZ

    • Sistema de corte de tubos fácil e rápido.
    • Conexões com engate instantâneo.

    DISPONIBILIDADE

    • Facilidade de agregar conexões.
    • Grande variedade de figuras.

    DIÂMETROS DE 25 A 160 mm

    • Flexibilidade nos projetos.
    • Atende vazões superiores a 10.000 pcm.

    QUALIDADE CONSTANTE

    • Diâmetros calibrados.
    • Tolerâncias reduzidas.
    • Pintura com espessura controlada.

    MÁXIMA RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA

    • Resiste a todo tipo de lubrificante e condensado.
    • Não se deforma, diante de esforços mecânicos.

    ALTA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

    • Perda de carga minimizada reduz o tempo em carga dos compressores.

    PERMITE MODIFICAR, EXPANDIR E REUTILIZAR TODOS OS MATERIAIS

    AIRLINE

    CONEXÕES 100%
    EM ALUMÍNIO PARA TODAS
    AS FINALIDADES

    DIÂMETRO EXTERNO
        25 mm 40 mm 63 mm 90 mm 110 mm 160 mm
    União UNIÃO (LUVA) OK OK OK OK OK OK
    Adaptador Maho ADAPTADOR MACHO 25x¾” 40×1¼” 63×2″ 90×3″ ND ND
    Adaptador Fêmea ADAPTADOR FÊMEA 25x¾” 40×1¼” 63×2″ ND ND ND
    Adaptador FLange ADAPTADOR FLANGE ND ND ND ND 110×4″ 160×6″
    Cotovelo COTOVELO OK OK OK OK OK OK
    Cotovelo MF COTOVELO MF OK OK OK ND ND ND
    Cotovelo-Flange COTOVELO-FLANGE ND ND ND ND 110×4″ 160×6″
    TE TE OK OK OK OK OK OK
    TE BSP TE BSP CENTRAL 25x¾” x25 40×1¼” x40 63×2″ x63 ND ND ND
    Colar COLAR 25x½” 40x½”
    40x¾”
    63x½”
    63x¾”
    63×1″
    90×1″
    90×2″
    110×1″
    110×2″
    160×3″
    Derivação DERIVAÇÃO ND 40×25 63×25 ND ND ND
    Redução REDUÇÃO ND 40×25 63×40 90×63 110×90 160×110
    CONEXÕES ALTA E BAIXA PRESSÃO
    Cor preto
    Pressão máxima de trabalho 70 bar(e) (1015 psi)
    Pressão de projeto 105 bar(e)
    Pressão de teste hidrostático 280 bar(e)
    Temperatura de trabalho contínuo -20ºC a 100ºC
    Material EN AW 6061 – T6
    Material O´rings NBR 65º/75º Shore A
    Material anéis Pa66
    Material anéis de aperto Aço Inox AISI 304

    As conexões AirLine promovem perfeito e integral cravamento com o tubo. Junto com o anel tipo O, garantem a vedação total da tubulação.

    As conexões AirLine são as únicas produzidas em alumínio: menores, mais leves e eficientes.

    Somente as redes de ar comprimido AirLine são totalmente em alumínio extrudado e calibrado, incluindo as conexões.

    Perda de carga para cada 10 metros de comprimento de tubulação (psi)

    Tubulação VAZÃO
    pcm
    DIÂMETRO EXTERNO
    25 mm 40 mm 63 mm 90 mm 110 mm 160 mm
    50 0,44 0,03        
    100 1,74 0,10        
    200   0,44 0,04      
    300   0,94 0,08      
    500     0,23 0,03    
    750     0,52 0,07 0,02  
    1000     0,93 0,13 0,04  
    1250     1,45 0,20 0,07  
    1500       0,29 0,10  
    2000       0,52 0,17 0,02
    2500       0,81 0,27 0,04
    3000       1,17 0,39 0,06
    4000         0,69 0,10
    6000         1,56 0,22
    8000           0,40
    10000           0,62
    COTOVELO 0,67 m 0,96 m 1,40 m 1,70 m 2,00 m 2,40 m
    TE 0,60 m 1,00 m 1,95 m 2,40 m 3,10 m 8,30 m
    VÁLV. GAVETA 0,20 m 0,31 m 0,52 m 0,58 m 0,76 m 0,98 m
    Compare sempre o diâmetro interno da tubulação AirLine com o diâmetro interno de outras tubulações.

    AIRLINE

    TUBOS DE ALUMÍNIO DE BAIXA E ALTA PRESSÃO (16 a 70 bar)

     

    SOFTWARE EXCLUSIVO

    Calcula o diâmetro de cada trecho da rede e encontra o balanço exato entre decaimento de pressão e consumo de energia.

     

    TUBOS BAIXA PRESSÃO ALTA PRESSÃO
    Cor (azul ar comprimido – padrão NBR) RAL 5012 RAL 5017
    Pressão máxima de trabalho 16 bar(e) (232 psi) 70 bar(e) (1015 psi)
    Pressão de projeto 24 bar(e) 105 bar(e)
    Pressão de teste hidrostático 64 bar(e) 280 bar(e)
    Temperatura de trabalho contínuo -20ºC a 100ºC -20ºC a 100ºC
    Resistência mecânica norma EN-755-2/2008 norma EN-755-2/2008
    Material EN AW 6060 – T5 EN AW 6060 – T5
    Barra padrão 6 m 6 m
    Diâmetro externo 25mm 40mm 63mm 90mm 110mm 160mm
    Peso por metro linear 0,22 kg/m 0,43 kg/m 0,94 kg/m 1,79 kg/m 2,36 kg/m 3,22 kg/m
    Espessura da parede 1,1 mm 1,3 mm 1,8 mm 2,4 mm 3,0 mm 4,3 mm

    COM ALUMÍNIO, VOCÊ TEM MAIOR VAZÃO E MENOR QUEDA DE PRESSÃO

    Para o mesmo diâmetro externo, a tubulação de alumínio sempre apresenta o menor diâmetro interno.

    Outros materiais necessitam de espessura bem maior para suportar a pressão e atender requisitos adicionais de resistência e durabilidade.

    A maior área interna dos tubos de alumínio resulta em menor perda de carga. Ou maior vazão. Ou ambas.

    AIRLINEALUMÍNIO X OUTROS MATERIAIS

      Alumínio PPR Galvanizado Preto Aço
    Alumínio PPR
    (plástico)
    Galvanizado
    (aço carbono)
    Preto
    (aço carbono)
    Aço Inox
    Eficiência energética excelente Ok regular regular ruim excelente Ok
    Perda de carga mínima Ok baixa Ok média alta baixa Ok
    Vazamentos 0% Ok 0% Ok 10-40% 10-40% 0% Ok
    Rugosidade interna 0,000004 mm Ok 0,007 mm Ok 0,15 mm 2,00 mm 0,015 mm Ok
    Resist. à corrosão excelente Ok excelente Ok média baixa excelente Ok
    Resist. ao calor alta Ok baixa alta Ok alta Ok alta Ok
    Resist. ao impacto alta Ok baixa alta Ok alta Ok alta Ok
    Resist. radiação UV alta Ok baixa alta Ok alta Ok alta Ok
    Resist. a hidrocarbonetos alta Ok baixa alta Ok alta Ok muito alta Ok
    Resist. à pressão alta Ok baixa muito alta Ok muito alta Ok alta Ok
    Pintura externa eletrostática (azul) Ok pigmento azul Ok exige pintura* exige pintura* exige pintura*
    Reutilizável sim Ok raramente raramente raramente raramente
    Tempo de montagem muito baixo Ok alto alto alto alto
    Pressão x Temperatura 16/70 bar(e) a 100ºC Ok 20 bar(e) a 20ºC OK Ok OK Ok OK Ok
    Distância entre suportes 3 a 4 metros Ok 0,4 a 1,4 metros 3 a 4 metros Ok 3 a 4 metros Ok 3 a 4 metros Ok
    *ABNT-NBR-6493/1994 – Emprego de cores para identificação de tubulações. Ar comprimido: azul-segurança Munsell 2,5PB 4/10.

    AIRLINE

    INSTALAÇÕES

    FUNDAMENTOS DO
    AR COMPRIMIDO & GASES

    VAZAMENTOS E PERDA DE CARGA*

    OS VILÕES DA DISTRIBUIÇÃO DO AR COMPRIMIDO

    Redes com vazamentos de 40% e perdas de carga superiores a 2 bar são muito comuns, tornando incoerentes os elevados investimentos em compressores de alta eficiência, que economizam uma fração da energia que se perde na distribuição do ar comprimido.

    Com as tecnologias atuais, é possível detectar e mensurar vazamentos invisíveis e inaudíveis, com grande precisão e em locais de difícil acesso. Com apenas alguns inputs, o próprio instrumento de detecção calcula o custo de cada fuga de ar, gerando um relatório completo da situação.

    Materiais de última geração e técnicas de projeto e construção inovadoras também permitem executar redes à prova de vazamentos e perdas de carga que obedecem os melhores critérios de eficiência energética.

    Seja como for, é conveniente observar alguns princípios básicos:

    • O circuito em anel fechado (loop system) é o layout de rede mais recomendável.

    • Para uma pressão inicial entre 6 e 12 bar, a perda de carga entre o reservatório principal e os pontos-de-uso deve se situar entre 0,1 e 0,3 bar, no máximo.

    • Reservatórios de menor volume podem ser instalados nas extremidades da rede ou junto aos pontos de consumo mais elevado. Como as demandas de ar comprimido mais intensas costumam ser de curta duração, estes reservatórios auxiliares podem evitar uma perda de carga excessiva em pontos específicos do sistema.

    • O diâmetro da tubulação deve promover o melhor balanço entre o investimento inicial e a perda de carga desejada, ao longo da vida útil do empreendimento.

    • Dê preferência a tubos e conexões resistentes à oxidação, impactos, temperaturas elevadas e raios UV.

    • As derivações para cada ponto-de-uso nunca devem ser tomadas na parte inferior dos tubos que formam o anel principal, para evitar uma eventual contaminação por condensado.

    • Deve-se prever alguns ramais para drenagem do condensado da rede, em casos específicos.

    • É bastante recomendável estabelecer um procedimento de investigação periódica da rede, a procura de vazamentos.

    *perda de carga = queda de pressão

    Vazamentos
    Vazamentos
    Diâmetro equivalente do vazamento (mm) 3,2 6,4 12,7
    Vazamento (m³/h) 45 180 720
    Custo (R$/ano) 14.440,00 57.600,00 230.400,00
    P = 7 bar(e) | 8000h/ano | 1,0kWh = R$ 0,40

    Vazamento

    Vazão (m³/h) 400 800 1600
    ∆P (bar) 1,0
    Custo (R$/ano) 9.400,00 18.800,00 37.600,00
    P = 7 bar(e) | 8000h/ano | 1,0kWh = R$ 0,40

    FUNDAMENTOS DO
    AR COMPRIMIDO & GASES

    Cálculo de tubulações de ar comprimido

    INSTRUÇÕES DE USO:

    1. Na escala “Comprimento do trecho”, marque um ponto no comprimento equivalente da tubulação, cujo diâmetro interno deseja-se determinar.

    2. Na escala “Vazão de ar”, marque um ponto na vazão média de ar comprimido que fluirá neste trecho da tubulação.

    3. Una os dois pontos anteriores com uma reta e marque o ponto onde essa reta cruza a linha de referência A.

    4. Na escala “Pressão de trabalho”, marque um ponto na pressão inicial do ar comprimido no trecho em questão.

    5. Na escala “Perda de carga”, marque um ponto na perda de carga desejada para este mesmo trecho da tubulação.

    6. Una os dois pontos anteriores com uma reta e marque o ponto onde essa reta cruza a linha de referência B.

    7. Trace uma reta entre os dois pontos das linhas de referência A e B.

    8. A intersecção dessa reta com a escala “DIÂMETRO INTERNO DO TUBO” indica o diâmetro interno procurado.

    FUNDAMENTOS DO
    AR COMPRIMIDO & GASES

    ESTUDO DE CASO

    Problema:

    Distribuir uma vazão de 4000 m³/h @ 7,0 bar, com perda de carga máxima de 0,18 bar.

    As dimensões do galpão são 96 m x 48 m e o pé direito da tubulação deverá ser de 4 m.

    Solução:

    Rede em anel (96 m x 48 m), com interligação central para equalização das pressões.

    96 derivações de ponto-de-uso (a cada 3 m), com uma válvula na extremidade de cada derivação, a um metro do piso.

    Com alumínio, o anel principal ficou com diâmetro externo (DE)=63 mm e atendeu a perda de carga (∆P) requisitada.

    Na versão com tubulação galvanizada, o anel foi definido com DE=63 mm, mas o ∆P ficou 30% acima do exigido. O ideal seria DE=75 mm.

    Já na alternativa em plástico (PPR), foi necessário considerar DE=75 mm. Mesmo assim, o ∆P ficou 20% acima do estabelecido.

      Diâmetro externo do anel (mm) Diâmetro interno do anel (mm) Tempo de instalação de suportes Tempo de corte Tempo de rosca ou termofusão Tempo de pintura Tempo total de montagem Peso total da rede (kg) Custo da mão de obra (R$) Custo dos materiais (R$) Investimento inicial (R$) Vida útil da instalação Custo ∆P/ano (R$) Custo total em 10 anos (R$)
    ALUMÍNIO 63 59,4 12 h 4h X X 16 h 500 3.200,00 92.224,00 95.424,00 vitalícia 15.000,00 245.424,00
    PPR 75 54,2 24 h* X 26 h X 50 h 850 10.000,00 48.419,00 58.419,00 10 anos 18.800,00 246.419,00
    GALVANIZADO 63** 52,8 12 h 16h 38 h 9h 75 h 2250 15.000,00 52.815,00 67.815,00 15~20 anos 20.000,00 267.815,00
    *288 suportes no PPR, contra 72 suportes na tubulação galvanizada ou em alumínio. | Os tempos foram considerados levando em conta uma equipe de 2 pessoas. | **2″ | P = 7 bar(e) | 8000h/ano | 1,0kWh = R$ 0,40

    Catálogo

    Vídeo